Crítica: Homem-Formiga e a Vespa

Melhor que o primeiro sem dúvidas.


Por: Diones Santana
Quando falamos de filmes da Marvel, já sabemos que a produtora não brinca e tem um modelo padrão em seus filmes que pouco erra. Desta vez foi a vez de assistir Homem-Formiga e a Vespa, filme que é uma continuação do filme Homem-Formiga (2015). Que foi um bom filme. Com muitas cenas de ação e um tom cômico que funcionou muito, foi um filme que foi um desafio para a Marvel já que ninguém conhecia o herói dos quadrinhos. O herói também apareceu no filme Capitão América: Guerra Civil (2016) e estará no filme guerra infinita.


No segundo filme Scott Lang (Paul Rudd) está em prisão domiciliar pelo ocorrido na Alemanha (Filme Guerra Civil) e tenta de alguma forma passar o tempo com sua filha interpretada pela talentosa (Abby Ryder). Seu grande amigo falador do primeiro filme o Luis, que é interpretado pelo (Michael Peña) tem agora uma loja que vende projetos e precisa do Scott Lang para ajudar nos projetos. Nisso a Evangeline Lilly (Hope) com seu pai Michael Douglas (pym) estão foragidos da polícia pelos acontecimentos do Guerra Civil. Porém eles estão tentando voltar ao mundo quântico para tentar salvar a mãe da Hope.



A história se desenvolve de forma descontraída e sem erros praticamente, todas as cenas são muito bem elaboradas. Com esse filme eu cheguei à conclusão que realmente a Marvel tem a fórmula do sucesso em seus filmes. A vespa é muito bem interpretada pela Evangeline Lilly, a atriz mostrou que tem potencial para mais filmes de heróis. Já o Paul Rudd usou a essência de atuação do primeiro filme. Neste segundo filme podemos ver alguns personagens novos, mas sendo interpretados por atores conhecidos, o que enriquece ainda mais o longo.


Homem-Formiga e a Vespa consegue ser uma sequência estabilizada, praticamente sem erros e com uma ótima história. Com belas cenas de ação e um tom cômico regulado. A sequência do homem formiga funciona muito bem e garante que a produtora dona do Homem de Ferro realmente tem a fórmula de bons filmes.

Nota: 8,5


Compartilhe no G+

Sobre: Unknown

    Comente
    Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário