Crítica Logan

Um belo filme e uma bela despedida.


Quando a franquia dos X-Men chegou nas telonas lá em 2000, ninguém imaginaria que um dos personagens conseguiria tanto destaque quanto o Wolverine (Hugh Jackman). Os anos se passaram as sequências dos X-mens foram sendo lançadas, e o Wolverine foi ganhando fãs em todo mundo. O herói chegou a ganhar seus filmes solos X-men origens Wolverine (2009) e Wolverine Imortal (2013). Porém nenhum desses filmes conseguiu ser tão bom quanto Logan. O terceiro filme solo do herói consegue ser melhor que todos filmes já lançados.

Longa se passa em 2029, Wolverine está velho e aposentado das garras, na história nenhum mutante nasceu nos últimos 17 anos e tudo indica que o fim dos mutantes está próximo. O professor Xavier está muito velho e passando por doenças celebrais. Em nenhum momento é explicado como ele voltou a estar vivo após sua última aparição aonde o mesmo foi enterrado. Logan está trabalhando com transporte de pessoas e cuida do professor Xavier em um local em uma cidade. Logan tenta ter uma vida normal trabalhando e cuidado do Xavier.


Durante um dia de trabalho uma mulher a procura ele e pede para que ele cuida de uma menina. A mesma é a X-23, que como todos viram nos trailer e vídeos de divulgações. A X-23 é uma menina que tem traços do Wolverine. Logan não acredita que é possível existência de algum mutante ainda, mais ele acaba vendo com seus próprios olhos a menina em ação. Após isso ele tenta a proteger de vilões, aonde começa uma longa viagem aonde ocorrem muitas cenas de ação.

Logan é uma obra de arte, um filme que nos emociona do começo ao fim. Podemos dizer que a Fox tem aprendido a fazer bons filmes de super-heróis, Deadpool (2016) é um exemplo. A atuação de Hugh Jackman é de arrancar aplausos você consegue perceber que ele se entregou ao máximo para fazer um belo filme de despedida do personagem. Patrick Stewart (Professor Xavier) tem belas cenas no filme que são dignas de lagrimas. Ambos atores atuam de forma impecável. A pequena X-23 também surpreende com sua atuação. Filme é bem roteirizado e começa e termina com uma qualidade impecável. Logan é uma bela despedida de Wolverine (Hugh Jackman) das telonas. O que fica em minha mente é. por que demoraram tanto fazer um belo filme desses.


O Logan de Hugh Jackman não vai ser esquecido, pelo contrário. Será sempre lembrado pela sua entrega ao personagem é bom que ele deixe o cargo no ápice de sua atuação.

Nota:9,7

Compartilhe no G+

Sobre: Diones Santana

    Comente
    Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário